IX Open Terra do Sol: veja quem beliscou as principais medalhas de ouro

30/06/2013

Texto - Junior Samurai
Fotos - Junior Samurai e Ednardo Lima

Mais de uma centena de lutadores aumentaram suas coleções de medalhas neste sábado, no ginásio da Faculdade Católica Marista. Por lá, rolou o IX Open Terra do Sol, que reuniu mais de 500 atletas nas oito áreas de luta.



Quem chegou ao topo do evento foi o megacampeão Theodoro Canal (GFTeam) que venceu Gilson Nunes para ficar com o título do absoluto leve.

Já no aberto pesado, Bruno Ramos e William Martins fecharam para a Gracie Barra.



Ainda na graduação maior, Denis Chokito (DBK) foi o melhor do médio,Thiago Barreto (CheckMat) faturou o ouro do pena e Magno Soares, o Sasquatch venceu no pesadissimo.



Na faixa-marrom, o vencendor do peso leve Ramon Fernandes (Brasa) e o campeão dos médios Alison Pimentel (Evolution) protagonizaram um sanhaço daqueles, com o primeiro levando o absoluto leve nas vantagens.



O carioca Vitor Silvério (ouro no meio-pesado), da GFTeam, venceu João Paulo Souza (SAS) por desclassificação (cruzou o joelho), e conquistou o título no aberto pesado.



Outro que fez bonito nos dojôs, foi o potiguar Lucas Dantas (Kimura/Nova União), que finalizou Yuri Rafael (MG) com uma chave de braço na final do peso pena.



Campeão no peso leve, Marcelo Marques (MG) mostrou que está na ponta dos cascos, ao vencer também o absoluto leve. O título veio com um estrangulamento, na acirrada final contra o duro Ivan Junior (Nova União Sobral).



Favorito na divisão livre mais pesada, Jansen Ximenes (MG-BLEC) não deu mole pra ninguém e pendurou a medalha de ouro no pescoço. O Troglô também subiu no lugar mais alto do pódio no pesadissimo.



Quem vingou nas outras batalhas da faixa-roxa foram: Bebeto Oliveira (Garra GFTeam) melhor do pluma, Carlos Eduardo Alves (HC) se deu bem no meio-pesado e João Paulo Fernandes (Kimura/Nova União) obteve a condecoração dourada do pesado.



Além de Jamil Silveira (Nova União), que mais parecia estar no octágono. O lutador de MMA encarou o peso médio e muito bem assessorado por Guilherme Santos, levantou no terceiro andar, passou a guarda e finalizou com um justo katagatame.



No aberto leve da faixa-azul, nada funcionou contra Marlus Salgado (SAS) e todas as estratégias foram desfeitas no bololo do vice-líder do Ranking MEIAGUARDA. Marlus também fisgou o ouro no peso leve.



O potiguar Felipe Augusto foi o mais eficiente do absoluto leve. Mas não se engane, para chegar ao cobiçado ouro Felipe não teve caminho fácil. Primeiro, venceu Wilson Neto. Depois passou por Ivan Cavalcante e finalmente, venceu a disputa final contra Vicente Aguiar.



Também foram destaque na graduação celeste, Mateus Lima (Garra GFTeam), que estava em grande dia e abocanhou a categoria pluma, além de Max Yoshiaki (SAS), que barrou o endiabrado Jonas Freitas (Nova União) na finalissima do pena.



Na faixa-branca, os líderes do Ranking MEIAGUARDA na faixa-branca ficaram cara a cara no derradeiro combate do absoluto leve. André Lemos primeiro colocado da adulto e Jonas Andrade o melhor do juvenil. No duelo, brilhou a estrela do maranguapense, que tem como torcida, a esposa e o filho de dois anos. O líder do concorrido prêmio venceu nas vantagens depois do empate em 4 a 4 nos pontos.



Já no aberto pesado, o campeão foi Italo Henrique Lopes da Check Mat.



Outros destaques da faixa inicial foram Paulo Everton (Gracie Barra), que eliminou Renato Leitão no peso pesado e acabou campeão, além de João Vitor (Nova União). O garoto propaganda da OSS Jiu & MMA venceu o duro Wandiney Brasa na final do meio-pesado.



No juvenil azul, a estrela de Gabriel Souza (Alliance) brilhou no absoluto leve e no peso pena. Nas finais, Gabriel venceu Lucas Silva (Evolution) no aberto e Francisco José Maia (GC-Pepey) na categoria.

No absoluto pesado, o título de campeão ficou no pescoço de Jardel Dantas, o Manny da Evolution, que também vencera o pesadissimo.



Na categorias, Israel de Souza mostrou que campeão é filho de tubarão. e com as garras afiadas pelo pai Elinor Batista, venceu o peso leve.

Na faixa-branca, Jonas Andrade (Evolution) abiscoitou o ouro do absoluto leve e Victor Hugo (DBK) impôs seu jogo, com atuação segura, e garantiu a vitória no aberto pesado.



Entre os veteranos, Eduardo Bezerra (Nova União) foi o grande nome, campeão no master e no sênior.



Outros destaques foram Alberto Filho (MG), o manda-chuva do preta meio-pesado.



E Hamilton Caminha, que aplicou esse leglock (foto) em Danillo Martins para ficar com o título do peso pena preta.



Na faixa-marrom, Waltinho Vereador (SAS) comemorou de novo no absoluto.



Já na faixa-azul, a manchete foi o confere movimentado dos fortões João Neto (Ribeiro JJ) e Rui Carlos (Garra GFTeam) no pesadissimo. No final, o ouro ficou com João Neto, mas ninguém perdeu, quem ganhou mais foi a platéia.



No feminino, a fera da SAS Renata Pimentel venceu Angelica Rodrigues na final do aberto roxa/marrom e preta. O grande lance da luta foi quando Renata encaixou um armlock de dentro da guarda em Angelica, que obrigou a atleta da Gracie Barra batucar.



A campeã do aberto branca/azul foi a faixa-branca Pamela Caroline, que virou o jogo pra cima da faixa-azul Patricia Benicio, vencendo por 7 a 6.



Por equipes, a Garra GFTeam foi a grande campeã, seguida pela SAS, Nova União, Gracie Barra e Evolution.

blog comments powered by Disqus

MaracaNET